arte

Alguns truques para fazer uma bela feijoada

Que tal saber as melhores dicas pra fazer o mais amado prato brasileiro?

A estação mais fria do ano já chegou e, com ela, a temporada de pratos mais robustos na mesa, entre eles a nossa famosa feijoada. E foi pensando nisso que resolvemos trazer umas dicas simples, mas que fazem toda a diferença na hora da preparação desse prato. Apesar de ser uma receita, aparentemente simples e sem mistérios, alguns detalhes são essenciais para que o resultado final seja perfeito.

Ao contrário do que muitos pensam, a feijoada não tem origem nos escravos e muito menos pelos colonizadores portugueses. Ao longo de muito tempo, passou por diversas adaptações até chegar no que conhecemos hoje. Seu preparo foi influenciado pelas técnicas dos cozidos europeus aliados com ingredientes africanos. Portanto, nada mais é do que um prato multicultural, assim como o Brasil.

Independente da origem, a feijoada ganhou status de lá pra cá tornando-se um grande símbolo da culinária brasileira. Vem sendo atualizada constantemente para ficar cada vez mais leve, porém igualmente saborosa.

Ao contrário do que muita gente imagina, a receita é fácil de fazer e rende muito, só exige um pré-preparo trabalhoso e essencial: o dessalgue correto das carnes com a troca da água de duas em duas horas pelo período de 12 horas.

Após isso temos a escolha do melhor feijão. Algumas pessoas usam o feijão carioquinha, mas o feijão preto é mais consistente e aguenta melhor o gosto forte da carne, sendo então a melhor opção pra essa combinação. Não esqueça também de dar uma folga para a sua panela de pressão, pois uma panela de barro tem fundo grosso, cozinhando tudo por igual. Ela também retém o calor por mais tempo e faz uma ótima apresentação no meio da mesa.

Outra dica bem legal é  reaproveitar o churrasco do dia anterior no preparo do feijão, o que garante um gosto especial e sem a necessidade do demorado dessalgue.

Numa feijoada completa não pode faltar o torresmo (frite em casa, numa frigideira rasa), a couve (que pode ser frita na mesma frigideira do torresmo, aproveitando a gordura, com um pouco de alho) e o arroz branco, com um pouco de cebola refogada.

O cozinheiro também pode seguir algumas instruções pra melhorar a leveza da feijoada. Muitos fritam as carnes antes de acrescentá-las ao feijão, deixando-o muito gorduroso e pesado. O ideal é apenas cozinhar as carnes junto com o feijão e acrescentar ao final os legumes, como cenoura, repolho e batata, que absorvem a gordura e ainda ajudam na digestão.

A laranja é uma fruta super doce e que dá aquele contraste com a feijoada usada como acompanhamento, sem falar que ela ajuda na digestão. Mas a laranja tem também uma outra função: a de tirar a gordura da feijoada. Você já tinha ouvido falar disso? Funciona mesmo!

Se ficar muito salgado, acrescente umas três ou quatro batatas cruas descascadas. Elas ajudam a absorver o excesso de sal. Terminando de cozinhar, deixe a panela semi aberta e leve ao fogo por mais uns 20 minutos, para que o caldo engrosse um pouco. Isso faz toda a diferença.

Uma feijoada preparada no dia anterior sempre é mais gostosa do que uma feijoada fresca. Com esses pequenos truques temos certeza que sua feijoada vai ficar ainda mais saborosa!

Contrate agora a Arte do Churrasco e peça já seu orçamento pelo site ou pela nossa página do Facebook para o melhor Buffet de feijoada do estado do Rio de Janeiro!

arte

2 comentários em “Alguns truques para fazer uma bela feijoada

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>