Saiba os 10 erros mais comuns no churrasco

Aqui na Arte do Churrasco nós temos todo o cuidado para que o churrasco que oferecemos saia com a melhor qualidade possível para ser oferecido aos nossos clientes. Evitamos todos os errinhos básicos que alguns churrasqueiros cometem de início, ou até mesmo aqueles que preferem fazer seu próprio churrasco em casa.

O churrasco sempre é uma ótima pedida pra encontrar os amigos e familiares. Mas alguns desses erros podem prejudicar e muito esse encontro gastronômico. Quer saber quais são? Dá uma olhada e surpreenda-se com alguns tópicos que a gente fazia sem pensar!

1 – Usar carvão úmido

Ele não pega fogo e nem mantém a brasa.

2 – Não cortar a carne corretamente

A carne fica dura se não for cortada contra as fibras.

3 – Não ter a brasa na temperatura correta

A brasa deve estar bem quente para as carnes de curto preparo e, em temperatura média, para costelas. Se quente demais, a costela não tem tempo de amaciar e fica dura. Se uma carne de rápido preparo, como bife ancho, for colocada em temperatura baixa, cozinha e não fica ao ponto.

4 – Temperar com antecedência

Quando a carne é temperada com antecedência, perde água. Precisa receber uma pequena quantidade de sal grosso triturado somente cinco minutos antes de ir para a grelha, retirando o excesso. Adicionar pimenta-do-reino moída na hora também confere sabor agradável. O sal grosso sem ser triturado só serve para assar a costela de boi.

5 – Furar a carne para que o tempero penetre

O erro faz com que a carne perca a suculência. Tempere sem furar.

6 – Enfiar garfão na carne para virar durante o preparo

Ao usar o garfão, a carne é furada e, portanto, perde a suculência. Vire-a com pinça e, se não tiver, com garfo pela ponta do alimento.

7 – Tostar a carne

Isso acontece quando o fogo está com chama alta. A carne deve ser selada dos dois lados apenas no fogo em brasa, para que o sangue fique retido e assegure a maciez. Se o convidado preferir carne sem sangue, basta cortá-la em posta e selar rapidamente dos dois lados. O pedaço ficará macio e, ao mesmo tempo, sem sangue.

8 – Servir salgadinhos fritos ou petiscos pesados

Na hora de comer as carnes, ninguém terá mais fome. O ideal é servir saladas de folhas, pepino, tomate e cenoura para iniciar o churrasco, pois ajudam na digestão. Depois, é a vez da linguiça, costelinhas, costeletas. Por fim, as carnes principais, que podem ser acompanhadas de farofa e cebola na brasa.

9 – Misturar bebida alcoólica

Escolha uma bebida e permaneça com ela até o fim do churrasco. É mais saudável e você fará uma melhor digestão da carne.

10 – Pedir carne bem passada

A carne fica seca e, por isso, mais dura.

Que tal fugir dos problemas? Contrate agora a Arte do Churrasco e peça já seu orçamento pelo site ou pela nossa página do Facebook!

arte

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *